Dia da criança: qual a idade certa para ganhar um animal?

Eles fazem parte da família. Sua presença é capaz de transformar o ambiente de uma casa, atraindo as atenções de todo mundo. Você já pensou em dar um cachorro ou um gato para o seu filho no Dia da Criança? Mas qual idade, afinal, é a mais adequada para que a criança e os animais possam dividir o mesmo espaço? Quais os benefícios e riscos essa relação proporciona? Com apoio de especialistas, preparamos algumas dicas para ajudar você a tomar a melhor decisão. Anote aí!

Quais os benefícios dos pets para as crianças?

Os psicólogos são unânimes: o convívio com o animal em casa pode exercer importante papel no desenvolvimento das crianças, estimulando sua capacidade afetiva, sua autoconfiança e fazendo com que os pequenos se sintam úteis, responsáveis por alimentar, cuidar e brincar. Também estabelece limites e mostra a necessidade de se ter respeito à vida, ensinando desde cedo os cuidados e o carinho que essa relação exige.

No entanto, o papel desempenhado pelos pais é fundamental na construção dessa relação. A atenção deve ser permanente, avaliando passo a passo a maturidade dos filhos para lidar com o pet. É preciso deixar claro desde o começo que o animal em casa não é brinquedo, o que se torna indispensável para criar um ambiente saudável, sem riscos para a criança e para os pets.

Riscos dos pets para as crianças

Os pediatras fazem um alerta que deve sempre ser levado em conta: antes de levar um cachorro ou um gato para casa, é preciso considerar todos os cuidados com a saúde do animal e da criança. A vacinação do pet deve estar sempre em dia, a visita ao veterinário deve ser regular e os hábitos de higiene – como o banho e a tosa – precisam ser frequentes. Para os pequenos, alguns médicos recomendam que se façam testes que avaliem a propensão de manifestações alérgicas antes de ganharem um pet peludo.

Em casa que já tem animal, os cuidados devem ser redobrados quando chega um bebê. Nos primeiros meses, antes que as vacinas da criança sejam regularizadas, a proximidade deve ser evitada. Além disso, é importante que o carinho e a atenção dos adultos com o bichinho sejam mantidos. Isso evita que o novo morador da casa seja encarado instintivamente pelo animal como uma ameaça, alguém que veio roubar seu espaço.

Qual a idade certa para ter um animal?

Crianças a partir de quatro anos já podem conviver bem com os cachorros e os gatos. Os pequenos nessa idade já têm capacidade de entender os limites das brincadeiras, já sabem que não podem puxar as orelhas ou os pelos dos bichanos. Também já adquiriram capacidade de cumprir com as tarefas básicas como colocar a ração e a água, jogar a bola para o cachorro buscar de volta.  Independentemente da idade ideal, contudo, o melhor é que os pais esperem que venha dos próprios filhos o interesse por ter um animal. Isso ajuda muito a uma convivência saudável dentro de casa.

Dicas para adotar e cuidar do seu pet

E então? Está disposto a dar um cachorro ou um gato de presente para o seu filho, nesse Dia da Criança? As feiras de adoção, que a Cobasi promove regularmente nos fins de semana em parceria com ONGs que acolhem animais abandonados, estão suspensas por conta da pandemia. Mas o Centro de Adoção Cobasi funciona na Rua Manoel Velasco, 90, nas Vila Leopoldina. Ali os bichinhos são castrados, vacinados e vermifugados e ficam prontos para que as famílias os levem para casa, cumpridas as exigências que vão garantir a proteção e o bem-estar dos pets.

E não se esqueça: na Cobasi Aricanduva você encontra orientação sobre tudo o que precisa saber para adquirir e cuidar do seu pet. A maior variedade de produtos para saúde e o bem-estar dos animais podendo ainda, contar  com os Serviços Cobasi com hora marcada e facilidade de pagamento, oferecendo banho, tosa e atendimento veterinário com toda segurança, inclusive a domicílio.

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.