Mulheres de sucesso: histórias de vida e empreendedorismo

Cada história de vida que ouvimos é capaz de abrir o nosso olhar de maneira única e mostrar a imensidão da nossa sociedade. E já imaginou quantas dessas vivências se cruzam pelo Centro Comercial Aricanduva? São mais de 4,5 milhões de pessoas atendidas mensalmente, além de funcionários e lojistas. Milhões de pessoas com experiências para contar!

Neste mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, compartilhamos com você algumas dessas histórias de vida. Por meio da memória e da narrativa de três personagens com trajetórias profissionais relacionadas ao Centro Comercial Aricanduva, conheça um pouco mais de mulheres que, em comum, possuem a vontade de empreender e manter o seu próprio negócio.

Lena, a gaúcha sem raízes

A primeira história é de Lena Maciel. Junto ao seu marido Alexandre, ela administra a Temakeria Makis Place, no Interlar Aricanduva.

Natural de Porto Alegre (RS), Lena saiu da casa dos pais aos 19 anos e foi ganhar a vida na Europa, com uma parada inicial em São Paulo, para trabalhar e juntar dinheiro. Desde então, sua vida profissional girou em torno de restaurantes.

Por isso, a escolha sobre o segmento no qual gostaria de investir foi tranquila: culinária japonesa. Mas as dúvidas e os obstáculos foram muitos, incluindo a perda de seu pai, que a ajudava a entender mais sobre contabilidade. Além disso, ao empreender, a viajante Lena passou a ver a necessidade de ter um lugar fixo para trabalhar e viver.

Confira essa história cheia de aprendizados e emoção:

.

Luciana e as curiosidades do mercado de ótica

Luciana Lee nasceu na antiga Coreia do Norte e, aos sete anos, veio com a família para o Brasil em uma viagem de navio. Eles fugiam da Guerra da Coreia, que ocorreu no início dos anos 1950.

Farmacêutica por formação, Luciana entrou no mercado de óticas por causa da família do marido, que já era do ramo.  Começou aos poucos, apenas para ajudar, mas tomou gosto e passou a conhecer cada vez mais sobre tecnologias de óculos e lentes de contato. Atualmente ela administra, junto ao seu marido e filhos, as unidades da Ótica ABC

Nascida Young Hi Kang, Luciana precisou mudar de novo já na vida adulta. O motivo dessa mudança – e outras histórias – você vê no vídeo abaixo:

.

Kelly, de policial militar a empreendedora de sucesso

Quando criança, Kelly Nogueira tinha o sonho de ser policial. Aos 26 anos, a paulistana crescida em Engenheiro Goulart (zona leste) conseguiu tornar isso realidade, ao passar em um concurso público da Polícia Militar.

Foram dez anos de trabalho nas ruas. Ao mesmo tempo, Kelly vivia um relacionamento abusivo, em que era constantemente criticada. Seu então namorado criticava suas mãos por causa de suas unhas roídas. Ao pesquisar sobre tratamentos estéticos para resolver o problema, ela encontrou os alongamentos. E fez disso uma profissão: atualmente ela é proprietária da Espaço Nails, que oferece serviços de estética para unhas.

No vídeo a seguir, a empreendedora fala sobre a tristeza no momento de deixar a carreira na Polícia Militar e sobre as vantagens de ser dona de um negócio de sucesso.

.

O Aricanduva tem muito orgulho de contar com mulheres de sucesso como essas no seu time – e aproveitamos para dar os parabéns a todas as mulheres pelo seu dia!

2 Comentários
  1. Achei marabilhoso estas historias destas mulheres de sucesso e de empreendedorismo, coragem, garra e determinação, aprendi muito.
    Meu sonho é ser empreendedora para levar coisas boas para as pessoas, fazer a diferença neste mundo, ser útil com minha marca.

    1. Que bom que você curtiu, Maria! Tomara que tenha servido de inspiração pra você seguir em frente com o seu sonho. 🥰

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.